Sábado, 25 de Novembro de 2023

O QUE VOS PEÇO EM NOME DE DEUS

 

Este é um livro escrito pelo Papa Francisco em que nos faz alguns pedidos tendo em conta o período de grande instabilidade que estamos a viver. O mundo está a mudar dadas as transformações provocadas pela tecnologia de vanguarda nas telecomunicações, modificando radicalmente muitos aspectos da vida quotidiana de milhões de pessoas. A inteligência artificial pode trazer benefícios positivos  na saúde e na ciência mas também pode colocar no desemprego muitos trabalhadores. Depois há ainda as transformações provocadas pelas  guerras e pelo aquecimento global que põe em risco a sobrevivência de milhares de espécies incluindo a humana. O Papa apela aos jovens para que intervenham numa política posta ao serviço do bem comum universal. O ideal é que nas medidas urgentes que é necessário tomar devemos ser nós os primeiros a dar o exemplo assumindo as mudanças que queremos ver.  E passo a citar os dez pedidos que o Papa Francisco faz em nome de Deus:

  • PEÇO EM NOME DE DEUS, QUE A CULTURA DOS ABUSOS SEJA EXTIRPADO DA IGREJA. Quando o abuso de menores é cometido por membros da Igreja, já não é apenas um crime atroz, torna-se também uma ferida infligida a Deus. Referi este crime como « homicídio psicológico » devido às consequências irreparáveis que pode ter para a vida mental. Destrói a infância numa época da vida em que deveria ser de brincadeira e aprendizagem, e causa danos físicos , psicológicos e espirituais. Por isso decidimos também que os casos de abuso não prescrevem ao fim de vinte anos. São tempos de justiça que devem adaptar-se às vítimas e não contrário.
  • PEÇO , EM NOME DE DEUS, QUE PROTEJAMOS A CASA COMUM. O nosso planeta está em perigo. Vivemos as últimas décadas sob um sistema voraz, que apenas empurrou para as margens da exclusão milhões de seres humanos, mas também sujeitou a nossa Casa Comum, a Mãe da Terra, a danos nunca dantes vistos. Um paradigma socioeconómico estruturado na base da voracidade e da ganância permitiu saquear também a Natureza para sustentar e promover o ritmo do consumo e do esbanjamento que o guia. Um excesso consumista desenfreado só para alguns, poucos, e  que apenas foi possível graças à exclusão e marginalização de muitos outros e à agressão do meio ambiente, que ameaça ser irreparável.
  • PEÇO, EM NOME DE DEUS, UMA COMUNICAÇÃO SOCIAL, QUE COMBATA AS FAKE NEWS E EVITE OS DISCURSOS DE ÓDIO. Todos somos chamados a promover uma cultura que combata as chamadas fake news, que evite o discurso do ódio e se desenvolva dentro de um quadro tecnológico atento à proteção dos mais indefesos. Na vida civil, na vida política, quando se quer fazer um golpe de Estado, os meios de comunicação social começam a falar mal das pessoas, dos dirigentes e, com a calúnia, com a difamação, assim os aviltam. Depois entra a justiça, condena-os e, no final, o golpe de Estado é realizado. É um sistema entre os mais indecorosos que existem.
  • PEÇO, EM NOME DE DEUS, UMA POLÍTICA QUE TRABALHE PARA O BEM Populistas tanto podem ser os dirigentes como os partidos, quando se transformam numa elite que vira as costas às pessoas que os ajudaram a ascender ao poder. Conhecemos casos de populismo do século XX que partiram da legitimidade das urnas para a sua deriva totalitária. Mesmo na Igreja não estamos isentos deste problema: até entre nós há grupos que buscam a divisão impondo as categorias de « direita e esquerda » ou « progressistas e conservadores ». O líder político deve colocar o bem comum acima dos seus interesses privados. Servir o povo e não servir-se do povo. Assim como na Igreja procuramos pastores « cheirando a ovelha » , que vivam no meio do seu rebanho, assim também a Política  está sedenta de servos que vivam no meio do povo.
  • PEÇO, EM NOME DE DEUS, QUE CESSAIS A LOUCURA DA GUERRA. A guerra é o sinal mias claro da desumanidade. Hoje enquanto peço em nome de Deus o fim da cruel loucura da guerra, também considero a sua  persistência entre nós como o verdadeiro fracasso da política. Possuir armas nucleares é imoral. A existência das armas nucleares e atómicas põe em risco a sobrevivência da vida humana na Terra.
  • PEÇO, EM NOME DE DEUS, QUE SEJAM ABERTAS AS PORTAS AOS MIGRANTES E REFUGIADOS. A  emigração hoje, que  afeta todos os continentes, já não está limitada a algumas áreas particulares, adquire a dimensão de uma dramática questão mundial. Homens , mulheres e crianças são forçados a abandonar as suas casas, na esperança de se salvarem a si próprios e de obterem  a paz e a segurança noutros locais. E o Papa convida-nos a fazer eco destes quatro verbos; acolher, proteger, promover e integrar
  • PEÇO, EM NOME DE DEUS, QUE A PARTICIPAÇÃO DAS MULHERES SEJA PROMOVIDA E ENCORAJADA NA SOCIEDADE. Mesmo no seio da Igreja, procuramos avançar com processos de uma participação feminina efetiva. O nosso mundo precisa de mais dirigentes do sexo feminino, dos seus dotes e intuições, da sua dedicação. Na Igreja, como em toda a sociedade, o papel da mulher é fundamental e indispensável. Também no Evangelho as vemos como a primeiras testemunhas da ressurreição. A sociedade de exclusão em que vivemos, marcada pela globalização da indiferença, multiplicou situações de maus-tratos às mulheres. As mulheres têm a mesma dignidade que os homens. Em cada um dos cinco continentes e em cada país.

8-PEÇO, EM NOME DE DEUS; QUE SEJA FACILITADO E DEFENDIDO O CRESCIMENTO DOS PAÍSES POBRES.  No decurso da pandemia as dez pessoas mais ricas do mundo duplicaram as suas fortunas. As estatísticas dos dois últimos anos também mostram o fracasso das teorias da « recaída favorável », segundo as quais a maioria deveria contribuir para o enchimento dos copos daqueles que possuem mais, esperando que algumas gotas transbordem e caiam sobre a massa dos mais desfavorecidos. Mas o que se verifica é que os pobres são cada vez mais e estão a ficar cada vez mais pobres. A Terra, a Casa e o Trabalho deve estar ao alcance de todos.

9-PEÇO, EM NOME DE DEUS, QUE SEJA GARANTIDO A TODOS O DIREITO À SÚDE

O acesso à saúde deve ser universal e  manter os laços de fraternidade e solidariedade com o próximo. É necessário dar acesso imediato, universal e homogéneo aos medicamentos, para que não seja a lógica do mercado e dos interesses particulares a orientara distribuição dos fármacos que salvam vidas entre os habitantes do planeta.

10-PEÇO EM NOME DE DEUS, QUE O SEU NOME NÃO SEJA UTILIZADO PARA FOMENTAR AS GUERRAS. A fraternidade é o veículo do nosso futuro, se quisermos ter um futuro.  É importante que todos nos unamos na condenação unânime de qualquer tentativa de usar o nome do Todo- Poderoso para justificar qualquer tipo de violência e agressão. Queremos ser artífices da paz, revolucionários da ternura, portadores de amor e misericórdia. O inimigo da fraternidade é o individualismo, que se traduz no desejo de alguém se pôr a si mesmo e ao seu grupo acima dos outros.. Gosto de lembrar que nenhuma religião é terrorista. Não há um terrorismo cristão, não há um terrorismo judaico e não há um terrorismo islâmico. Em todas as religiões, assim, como em todos os países, há pessoas fundamentalistas e violentas que  « se reforçam com generalizações intolerantes, se alimentam de ódio e de xenofobia. A violência em nome de Deus é uma traição à religião.

Os pedidos  do Papa Francisco  dão para pensar e refletir. Com a boa vontade de todos, cidadãos, políticos, economistas, Estados e da Igreja, podiam ser levados à prática e deste modo teríamos  um mundo melhor e mais pacífico.

 

 

 

 

publicado por pontodemira às 19:56
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29


.posts recentes

. A BÍBLIA TINHA RAZÃO

. QUEM GOVERNA O MUNDO

. O QUE VOS PEÇO EM NOME DE...

. A ECONOMIA PODE SALVAR O ...

. NENHUM HOMEM É UMA ILHA

. O ROSTO DE DEUS

. Ressaibos da Jornada Mund...

. UMA INTERPRETAÇÃO CRISTÃ...

. BLAISE PASCAL

. O ALTRUISMO NÃO EXISTE

.arquivos

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Agosto 2023

. Julho 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Abril 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Abril 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub