Domingo, 22 de Novembro de 2020

A TERRA INABITÁVEL-Como vai ser a vida pós-Aquecimento Global

 

Este é o título de um livro escrito por David Wallace-Wells formado pela Universidade de Chicago e que é editor e colunista da Revista New York e escreve ainda para o Jornal britânico The Guardian.  O livro lança um alerta para as alterações climáticas que estamos a viver e que podem lançar o mundo para a autodestruição. O aumento do carbono na atmosfera irá desencadear uma série de efeitos em cascata pondo em perigo os ecossistemas e a vida no planeta Terra. Desses efeitos em cascata o autor destaca os seguintes:  morte por calor ; fome ;  afogamentos;  incêndios ; o fim da água doce ;  oceanos moribundos ; ar irrespirável ; pragas do aquecimento ; colapso económico ; e conflitos  devido a migrações em larga escala.

De quem é a culpa de tudo isto ?  Em primeiro lugar, como diz David Wallace-Wrlls, temos a influência e a preferência das empresas em relação aos combustíveis fósseis, mas também a inércia e a sedução dos lucros a curto prazo e também as preferências dos trabalhadores e consumidores do mundo inteiro. A verdade porém é que o aquecimento já está a atingir os seres humanos com tanta dureza que não devíamos precisar de olhar para o outro lado, para as espécies em extinção e para os ecossistemas em perigo para perceber evolução da terrível ofensiva do clima.

As coisas más que vão proliferar é inumerável. Todos nós somos responsáveis pela degradação do meio ambiente.  Uns acreditam que a Ciência e a Tecnologia irão repor a normalidade e não nos devemos preocupar com o futuro. Outros pensam que já cá não estão quando as coisas se complicarem mais. É claro que não podemos ser egoístas e que também temos que pensar no futuro dos nossos netos. A situação climática alarmante que estamos a viver e que vai agravar-se durante as próximas décadas exige de todos nós impulsos éticos que tenham repercussão nas políticas a seguir. O mais trágico será a apatia , a acomodação e a indiferença dos seres humanos em não corrigir aquilo que ainda será possível alterar.

Na parte final do livro e face ás alterações climáticas que estamos a viver como o aumento das temperaturas, os furacões e a dimensão dos incêndios, o autor faz algumas perguntas pertinentes.  Quanto faremos para travar o desastre ? E com que rapidez ? Se os seres humanos são culpados de todos estes problemas deverão também ser capazes de os desfazer. E acrescenta para terminar :  «  num documento de 2018, 42 cientistas de todo o mundo alertaram que num cenário em que nada mude, nenhum ecossistema da Terra estará a salvo com alterações generalizadas e importantes.  Sabemos que metade da Grande Barreira dos Corais já morreu ;  há metano a libertar-se do permafrost ártico e este pode nunca voltar a congelar ; se a temperatura subir 4º C  a produção de cereais poderá reduzir cerca de 50 %.  Mas existem instrumentos para parar esta tragédia. E dá alguns exemplos : um imposto sobre o carbono; intervenção do aparelho político para reduzir agressivamente a energia suja ; uma abordagem a novas práticas agrícolas e a substituição da carne e dos laticínios na alimentação global ; investimentos públicos em energia verde e fabrico de aparelhos para a captura do carbono da atmosfera.

Estas soluções são viáveis mas é necessário o empenhamento e um acordo político a nível mundial para as fazer cumprir.

publicado por pontodemira às 17:59
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. THOMAS PIKETTY- PELO SOCI...

. HUMANIDADE- Uma História ...

. A DIVINA COMÉDIA

. O Século da Solidão- Como...

. SOBRE O FUTURO ( Perspect...

. AQUILO EM QUE CREIO

. COMO EVITAR UM DESASTRE C...

. SONHEMOS JUNTOSO- CAMINHO...

. EUTANÁSIA: SIM OU NÃO

. O REGRESSO DA ULTRADIREIT...

.arquivos

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Abril 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub