Quarta-feira, 2 de Janeiro de 2008

O ateísmo continua na ordem do dia

 

Nos últimos tempos o ateísmo tem sido um tema recorrente na imprensa e na literatura. È toda uma parafernália de livros  que procuram desmistificar as Religiões ou melhor provar que Deus não existe. O expoente máximo, a estrela mais brilhante deste universo parece ser o britânico Dawkins.

No jornal “ Público “ do dia 27 de Dezembro passado o colunista  Rui Tavares critica o cardeal Patriarca de Lisboa, D.José Policarpo por este considerar o ateísmo o maior drama da Humanidade. Parece-me que o tema merece uma abordagem mais profunda para não se ajuizar de forma incorrecta a mensagem do senhor cardeal Patriarca.

É claro que há fome, guerras, doenças, miséria e estes assuntos deviam merecer toda a atenção da Igreja, do poder Político e de nós todos pois são problemas que não nos podem deixar indiferentes.

É certo que a violência, as guerras são provocadas tanto por ateus como por religiosos como é o caso dos fundamentalistas islâmicos. Há ateus e religiosos que se preocupam com a paz e com os problemas sociais e se empenham a sério na construção de um mundo melhor. Ou seja há bons e maus de ambos os lados.

Se compararmos no entanto o ateísmo com o cristianismo verificamos que as diferenças são notórias. O ateísmo confia exclusivamente na ciência e no progresso para constituir uma sociedade melhor. Deus não só  não é necessário como é um obstáculo. Mas uma sociedade que aponta para o vazio e acaba no nada é uma sociedade sem esperança.

Para o cristianismo a verdadeira esperança está em Deus que nos ama  e quer que todos os homens se respeitem e se amem mutuamente . A felicidade na terra é sempre efémera e transitória comparada como o amor de Deus que é infinito . Estão aqui em confronto como diz Santo Agostinho duas cidades : a terrestre que esquece Deus e se funda no amor próprio e em coisas perecíveis e a de Deus que é eterna e aponta para o amor de Deus com desprezo do nosso egoísmo.

Na parte final do seu artigo diz o colunista atrás referido que se a Igreja se preocupar mais com os jogos de linguagem os problemas se irão agravar. Concordo em parte com esta afirmação mas seríamos injustos se disséssemos que a Igreja não se preocupa com os problemas que afectam grande parte da Humanidade.  Há padres, missionários, religiosos e religiosas por todo o Mundo que dedicam a suas vidas ao serviço dos mais carenciados e dos que sofrem perseguições e injustiças. Não se pode radicalizar a questão. É pela união de crentes e não crentes que se construirá um mundo melhor, mais humano e mais justo.

 

Francisco Martins

 

publicado por pontodemira às 22:03
link | comentar | favorito
1 comentário:
De defenderportugal a 5 de Janeiro de 2008 às 16:53
Concordo consigo quando diz que se construirá um mundo melhor na união de crentes e não crentes.
Só que a existir Deus espero que não seja o descrito na Biblia, porque é responsável por 2.270.370 de vitimas, por ordem dele, ou em seu nome, sem contar várias passagens onde a Biblia não nos dá um número, como por exemplo o Dilúvio, Sodoma, etc.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
28
29
30


.posts recentes

. A TIRANIA DO MÉRITO

. UMA BREVE HISTÓRIA DA IGU...

. A SABEDORIA EM TEMPO DE C...

. A NOVA ARTE DA GUERRA- S...

. O PRÍNCIPE_ MAQUIAVEL

. A Consciência Do Limite

. O HOMEM EM BUSCA DE UM SE...

. VIVO ATÉ À MORTE

. A arte de viver em Deus- ...

. OS GRANDES FILÓSOFOS: HUM...

.arquivos

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Abril 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub