Sexta-feira, 3 de Junho de 2011

ELEIÇÕES À VISTA

1-Estamos a poucos dias das eleições legislativas. A campanha eleitoral, à semelhança de outras anteriores, primou pelo vazio de ideias. Os principais líderes partidários gastaram uma boa parte do tempo em acusações e ataques recíprocos em vez de esclarecerem os eleitores sobre a melhor forma de governar o país.  Para Passos Coelho, o primeiro-ministro teria levado Portugal à bancarrota se não fosse a intervenção pronta do FMI.  José Sócrates pensa de maneira diferente pois, se o PEC 4  tivesse sido aprovado  não necessitávamos de ajuda externa.

Houve, no entanto , muitas questões importantes que ficaram por tratar .  Eis algumas que me ocorreram:

Será o Serviço Nacional de Saúde sustentável, a médio e longo prazo, quando sabemos que há cada vez mais idosos a precisarem de médicos , medicamentos e meios auxiliares de diagnóstico ?  O que é necessário fazer para não entrar em colapso ?

Será a Segurança Social sustentável quando há cada vez mais desempregados e cada vez menos trabalhadores no activo a descontar ?

Será ,ou não ,necessário  estabelecer um tecto máximo para as Pensões de Reforma de forma a tornar o sistema viável ?

Será que não é possível fazer mais para tornar a Justiça mais rápida e eficiente ?

A estas e outras perguntas gostaria o comum dos cidadãos de obter uma resposta . Mas numa campanha eleitoral o que interessa mais é a política  espectáculo e os discursos bonitos que empolguem as massas nos comícios.

Comparando esta campanha eleitoral com outras anteriores fica a ideia que não houve tanta despesa em outdoors e em propaganda. Falo pelo que vi no local onde vivo.  Os banquetes e as jantaradas seriam, porém, desnecessárias no tempo de crise em que vivemos.

2-As últimas sondagens dão-nos o PSD à frente do PS e a possibilidade de poder formar uma maioria parlamentar associando-se como tudo indica ao CDS . O resultado final dependerá muito da abstenção e da maneira como o voto flutuante se orientar,  ou seja, dos que votam ora no PS ora no PSD. Se há eleitores para quem pode contar a experiência governativa de Sócrates outros poderão apostar na vontade e no querer de Passos Coelho que certamente irá desenvolver todos o esforço para deixar uma boa imagem como político.

Tudo pode acontecer e até ao lavar dos cestos é vindima. De qualquer forma, e ganhe quem ganhar, há o programa que foi acordado com a troika e esse terá de ser rigorosamente cumprido. Mesmo assim, fica ainda margem para o líder vencedor mostrar a sua capacidade para levar a cabo as reformas importantes na Administração Central e Local. Espero que estas eleições nos tragam um governo estável, competente e com a força necessária para devolver aos portugueses alguma esperança no futuro.  Os próximos anos vão ser de grande austeridade e sacrifício mas já passámos anteriormente por situações semelhantes e fomos capazes de as ultrapassar.

 

 

 

FRANCISCO MARTINS

publicado por pontodemira às 21:28
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
28
29
30


.posts recentes

. A gratuitidade dos manuai...

. A Estranha Ordem das Cois...

. SER MORTAL

. Os grandes filósofos: Lei...

. A queda do ocidente? Uma ...

. Como garantir a democraci...

. Os grandes filósofos:Jean...

. Eutanásia: Ética e Liberd...

. Fanatismo e fundamentalis...

. Análise crítica ao livro:...

.arquivos

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds