Segunda-feira, 31 de Julho de 2023

UMA INTERPRETAÇÃO CRISTÃ DE TEMPLO

 

Na Revista Bíblica Julho-Agosto 2023 uma irmã religiosa pergunta qual a diferença  entre o templo do Antigo  Testamento e os nossos templos.

É óbvio que há 2000 anos o templo era bem diferente de hoje.  Havia sacrifícios de animais e até vendilhões que Jesus Cristo expulsou por estarem a profanar um lugar sagrado.

O teólogo frei Herculano Alves  explicou de forma cabal e convincente as dúvidas e interrogações desta religiosa.

Gostei muito do que li e vou fazer uma síntese citando e transcrevendo o que considerei mais relevante.

  • No Antigo Testamento o povo de Israel acreditava que Deus residia no Santo dos Santos, o lugar mais sagrado do templo de Jerusalém e ao qual tinham acesso alguns sacerdotes.
  • O Evangelho de São Mateus diz-nos que a Virgem conceberá e dará à luz um filho ; e hão-de  chamá-lo Emannuel, que quer dizer Deus connosco- ( Mat 1.2 ). Portanto Jesus Cristo é o Deus connosco, e é Ele o verdadeiro templo dos nossos tempos. É nesse segundo templo que se adora o Pai em Espírito e verdade. Ele é a verdade da comunhão que une entre si os que acreditam e de todos com o Pai. Jesus é a verdade ontológica desta comunhão com o Pai e portanto o modelo acabado de toda a comunhão humana com Deus, um Templo que em si já é divino.
  • Jesus disse : Destruirei este templo e em 3 dias, Eu o levantarei ( J 2,19 ) . Portanto segundo o Evangelho de João, este templo é Jesus Cristo ressuscitado .
  • Não são as nossas igrejas os nossos templos. Jesus não veio ao mundo para estar em monumentos de pedra de tijolos e de cimento, mas para habitar nas pessoas dos seus discípulos que o acolheram mediante a sua Palavra escutada e vivida, É nesse templo, no coração das pessoas, que Ele quer mesmo residir, para a partir daí, mudar o mundo em que vivemos, um mundo, aliás, cada vez mais afastado dele. São Paulo diz aos Corintios :« Vós sois templo de Deus “ A palavra igreja vem do grego Ekklêsia que significa chamar para fora. Portanto a igreja é a comunidade dos que foram chamados, reunidos pelo chamamento, pela palavra de Deus. Os espaços materiais são apenas espaços funcionais onde a igreja das pessoas se reúne com a comunidade-templo-de-pessoas. Deus não habita em espaços materiais mas no coração das pessoas.
  • A comunidade cristã alimenta-se da eucaristia, mas esta não foi instituída por Jesus para ser adorada, mas para ser recebida na assembleia eucarística, sobretudo no dia do Senhor, o Domingo

 

  • Nos primeiros séculos, a Igreja era perseguida e por isso reunia-se mais ou menos secretamente, nas casas e noutros lugares que encontrava livres o que aconteceu por exemplo nas catacumbas de Roma. Durante esse tempo a Igreja não tinha igrejas. Daí se ter chamado Igreja a esses espaços construídos expressamente para a Igreja se reunir com todas as condições que facilitam, comodamente, a escuta da Palavra, a oração, a celebração eucarística e a piedade pessoal. A distinção entre Igreja- espaço e Igreja- comunidade está bem patente em S. Paulo quando diz :« Estais edificados sobre os alicerces dos Apóstolos e dos Profetas, tendo Cristo como pedra angular » A comunidade cristã , como templo de Deus, tem um sacramento específico da presença de Deus, que é a Eucaristia Dominical.

CONCLUSÃO:   De facto Cristo, verdadeiro Templo, está de tal modo presente na comunidade que a torna templo santo da humanidade em que está inserida ; mas é Cristo-Templo que constrói e constitui a Igreja- Templo de Deus no mundo.

 

publicado por pontodemira às 22:37
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 12 de Julho de 2023

BLAISE PASCAL

 

Como este ano se comemora o IV Centenário de Blaise Pascal decidi escrever um texto sobre este cientista e filósofo que foi também um cristão convicto.

1-Blaise Pascal nasceu em Auvergne em 1623 e faleceu em Paris em 19-8-1662. A mãe morreu muito cedo e o pai deu-lhe apoio pedagógico e teve influência na sua orientação científica. Aos 16 anos redigiu um Essai pour les Coniques em que manifesta já a maneira figurativa e sintética de encarar a realidade. Em 1642 e 1643 devido ao conhecimento que tem da geometria, da física e da mecânica constrói uma máquina aritmética para efectuar adições e subtrações. Em 1646 desperta para a vida espiritual e converte-se. Nesse mesmo ano repete as experiências de Torricelli sobre o vácuo. A partida da irmã Jacqueline para Port-Royal afecta-o profundamente  e entrega-se por algum tempo às distrações da vida mundana. Mais tarde apodera-se dele um desprezo pelo mundo e inicia a sua vida espiritual. Decide renunciar ao mundo e a tudo o que não seja Deus. Tudo isto é contado num pergaminho designado Memorial. Em 1656 inicia a publicação de uma série de cartas ( Provinciais ) onde se coloca do lado dos Jansenistas de Port-Royal contra os Jesuítas. Os Jansenistas desvalorizavam os poderes da natureza humana e estavam constantemente em guerra com os Jesuítas por causa do valor que estes atribuíam ao livre-arbítrio. Após a morte da irmã abandonou todas as disputas que podiam separá-lo da Igreja e do seu chefe o Papa e passou a viver na pobreza e na caridade.

2-

  1. a) Para Pascal a experiência é a fonte principal de todo o saber e ela passa por três fases: observação, hipótese e verificação. A passagem dos factos às ideias que as explicam não se deve à razão geométrica horizontal e dedutiva  mas à razão do coração, ao espírito de finesse vertical e compreensivo. A razão humana é finita e abstracta e vai-se alargando num esforço de progressiva adaptação à realidade das coisas. Para Pascal há dois tipos de razão:  A razão como determinada força de saber constituído e a razão como estrutura do ser quotidiano do homem ou seja a razão constituinte do coração. A razão do coração identifica-se com todas as potências da alma, unidas e multiplicadas por amor.
  2. b) O mistério do homem e a revelação cristã.

Aqui entra em funcionamento o espírito de finesse. O homem é  presa fácil do mundo que o rodeia. É dominado por paixões que perturbam os sentidos, por impressões falsas e  pelo amor próprio que nos leva a odiar a verdade. Mas o homem também é grande pelo pensamento que o eleva acima da natureza.  Os dogmas do cristianismo são obscuros e inquietantes para a razão mas a sua negação é fonte da maior obscuridade. Para os que não acreditam em Deus Pascal sugere o cálculo das probabilidades Há duas hipóteses possíveis: ou Deus existe ou Deus não existe. Se acreditares em Deus e Ele existir  ganharás a felicidade eterna. Se não acreditares em Deus e Ele não existir não ganhas nem perdes nada

  1. c) A estrutura da realidade

 A realidade apresenta três ordens ou domínios heterogéneos:   1-A ordem do sensível ( dos corpos ) ;  2-a ordem do intelegível ( dos espíritos ); 3-a ordem do sobrenatural ( da graça )

Na ordem do sensível as diferenças saltam aos olhos: força, riqueza, poder financeiro, etc.. Na ordem do espírito  é com olhos da alma e através da inteligência que podemos ver as diferenças . Na ordem do sobrenatural ou do coração podemos registar o amor ao próximo, a compaixão e a caridade.. Para Pascal a mais importante é a ordem do coração pois esta leva a melhor sobre tudo o resto

Conclusão:

Pascal não nos deixou na Filosofia uma obra estruturada mas uma miríade de pensamentos variados. Para ele a Revelação e a Fé cristã estavam acima da Filosofia.

 Ao contrário de Descartes que considerava a razão como uma luz inata e imutável utilizada na prática para fazer deduções sucessivas e chegar ao saber definitivo e absoluto ( Cogito ergo sum-Penso logo existo ),  Pascal concebe a razão humana como qualquer coisa de finita e aberta que se vai adaptando e alargando à realidade.

Pascal foi também um mestre do aforismo e muitos dos seus adágios tornaram-se citações conhecidas. Vou dar alguns exemplos:

O coração te razões que a razão desconhece

 Nada mais cobarde do que armar em fanfarrão ;

 O nariz de Cleópatra : Se tivesse sido mais curto toda a face da Terra teria mudado;

 Por que será que um coxo não se irrita e um espírito coxo nos irrita ? Porque um coxo reconhece que andas direito, enquanto um espírito coxo diz que somos nós que coxeamos e assim não fosse teríamos pena e não raiva

 Dou como certo que se todos os homens soubessem o que dizemos uns aos outros, não haveria quatro amigos no mundo ;

Que é o homem na natureza ?  Um nada em vista do infinito, um todo em vista do nada e um meio entre nada e tudo

 O Deus dos cristãos é um Deus de amor e de consolação ; é um Deu

publicado por pontodemira às 22:19
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Julho de 2023

O ALTRUISMO NÃO EXISTE

 

Este é o título de um livro escrito por Raul Manarte que exerce Psicologia há duas décadas no SNS e em clínica privada. O título deste livro deixou-me perplexo pois para mim o Altruísmo existe, existiu e  continuará a existir. Fui ao dicionário e verifiquei que altruísmo significa amor ao próximo, filantropia, caridade, amor à humanidade sem distinção de raça ou de nacionalidade. A tudo isto acrescento que  altruísta  é aquele que pratica o bem sem esperar recompensa. O Altruísmo existiu e temos o caso do conhecido Aristides de Sousa Mendes que foi cônsul de Portugal em Bordéus na França e salvou milhares de judeus do holocausto pondo em risco a sua carreira diplomática tal como veio a acontecer. Hoje centenas ou milhares de pessoas vão prestar ajuda a quem precisa de apoio em situações de catástrofe ou de guerra pondo em risco a própria vida. No futuro haverá sempre pessoas ou políticos que instigam à violência ao ódio e à guerra e ao caos como está a acontecer na Ucrânia com a ambição imperialista de Putin que pouco se importa com o sofrimento que está a infligir ao povo Ucraniano. Por outro lado  também não irão faltar no futuro altruístas para restabelecer a paz  e a ordem e contribuir com donativos e ajuda humanitária às vitimas da guerra e de catástrofes. Voltando atrás o autor esclarece na capa do livro que «isto de ter comportamento altruísta nada tem a ver com ser anjinho, com autossacrifício ou mesmo com deixar de ser egoísta». Aqui concordo plenamente com o autor do livro. O altruísmo pode ser definido de uma forma positiva ou negativa. No primeiro caso é altruísta quem apoia e ajuda o próximo sem esperar recompensa. No segundo caso não é altruísta quem  é racista , xenófobo ou se deixa dominar pelo ódio. É claro que nem todos podem ser altruístas. Há limitações como a idade e a incapacidade física. Mas mesmo nestas condições é sempre possível recorrer a  donativos quem tiver condições para o fazer e que são sempre úteis e necessários em determinados casos.

Na 2ªparte do livro Raul Manarte faz a distinção entre empatia emocional e empatia cognitiva.. A empatia emocional é sentir algo semelhante ao que os outros estão a sentir. É ver alguém triste e ficarmos também um pouco tristes, é ver alguém entusiasmado ou nervoso e sentir algo parecido. A empatia cognitiva ( ou compaixão ) é  perceber o outro, percebê-lo como se fôssemos ele próprio ( ou na medida do possível ). E por fim temos o altruísmo ou comportamento pró-social, ou seja, o acto, a acção de ajudar alguém. 

O altruísmo pode ser levado a cabo através de voluntarismo, do trabalho humanitário e do activismo. O voluntarismo consiste em prestar assistência prática em determinadas comunidades e através do ensino ; o trabalho humanitário tem a ver com a ajuda em situações de guerra ou  em países menos desenvolvidos. Existem mesmo organizações internacionais como a FAO, Unicef,  e ACNUR ; o activismo  consiste em ajudar a mudar o que está mal.   Teve um papel importante para pôr fim à escravatura, ao fim do apartheid e na luta pelos direitos individuais como o voto das mulheres.

Na 3ª parte do livro Raul Manarte fala de dois grupos que dividem a sociedade e que por vezes dificultam a tomada de decisões importantes. Esses grupos são NÓS e ELES. Os emigrantes são vistos para alguns com uma ameaça pois vão roubar trabalho  aos que estão cá.

Um acto de altruísmo, um acto de ajuda ocorre não só a nível interpessoal ( A pessoa A ajuda a pessoa B), mas também a nível intergrupal ( Um de Nós ajuda um Deles ). Se estás a tentar pôr alguém para um dos nossos ( portugueses a ajudar portugueses, ,enfermeiros a ajudar enfermeiros, mulheres a ajudar mulheres ) a tarefa é mais fácil. Mas se estás a tentar mobilizar os Nossos para ajudar os Deles o desafio será diferente.  Quanto aos emigrantes é preciso ver que uma grande maioria começa a trabalhar e por isso não só deixa de precisar de ajuda como vai contribuir para melhorar a economia do país. Para o autor também se pode  pode motivar as pessoas a ser altruístas por motivos egoístas ( Ajuda !  Vai fazer-te bem ! )

E para terminar direi em resumo que se trata de um livro com conselhos práticos para motivar o altruísmo. O empenhamento de alguém pode  entusiasmar ouros grupos e assim contribuir para uma sociedade mais justa, mais fraterna e mais humana.

 

publicado por pontodemira às 17:30
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
28
29
30
31


.posts recentes

. A PRÓXIMA GUERRA CIVIL- ...

. A DEMOCRACIA MANIPULADA

. NENHUM CAMINHO SERÁ LONGO

. A BÍBLIA TINHA RAZÃO

. QUEM GOVERNA O MUNDO

. O QUE VOS PEÇO EM NOME DE...

. A ECONOMIA PODE SALVAR O ...

. NENHUM HOMEM É UMA ILHA

. O ROSTO DE DEUS

. Ressaibos da Jornada Mund...

.arquivos

. Maio 2024

. Abril 2024

. Março 2024

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Agosto 2023

. Julho 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Abril 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Abril 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub