Quinta-feira, 12 de Janeiro de 2023

GUERRA E PAZ

 

É um clássico da literatura universal escrito por L. Tolstoi. Tudo se passa no início do século XIX quando a Rússia é devastada pelo exército de Napoleão. Enquanto a nobreza vivia no luxo, no fausto e nos bailes mundanos os servos e soldados encontravam-se mergulhados na miséria. Quanto às desigualdades sociais Tolstoi é a favor de uma sociedade mais justa e fraterna.

Mas não é sobre este livro que irei falar. O título Guerra e Paz tem a ver com os períodos em que países, estados e nações viveram em paz ou em guerra. E aqui irei fazer, baseando-me no livro « Breve História da Democracia» de John Kean, um pequeno resumo da democracia ao longo dos séculos. Para o autor do livro que é professor da Universidade de Sydney, a democracia passou por três fases: Democracia de Assembleia, Democracia Representativa e Democracia Monotorizada.

1-Democracia  de Asssembleia. Ao contrário do que se pensa  este tipo de democracia nasceu na Síria-Mesopotâmia no século 2500 a.C e só em 507 aC é iniciada  em Atenas. Nas assembleias públicas reuniam-se os cidadãos e debatiam livremente, concordando ou discordando e decidindo entre si enquanto iguais, sem interferências de chefes de tribo, monarcas ou tiranos. Em Atenas no ano de 507 aC a Assembleia reunia num anfiteatro em forma de taça, ao ar livre , numa colina sobre a cidade. Os cidadãos de Atenas dispunham ainda de outro espaço público: a ágora localizada na encosta noroeste da Acrópole. A política era detida colectivamente: não apenas por homens de famílias importantes ou abastadas mas também por carpinteiros,, agricultores, construtores navais, marinheiros, sapateiros, vendedores de especiarias e ferreiros.  Atenas era uma democracia sem partidos. Os cidadãos desfrutavam de uma isonomia ( igualdade perante a lei ) no direito de falar e da liberdade de « governar» e de ser governado em alternância. Existia um órgão o Conselho dos Quinhentos cuja função era propor e conduzir legislação para a Assembleia. O Conselho também elegia 50 senadores para supervisionar a administração quotidiana do Governo e resolver disputas entre cidadãos.  Havia também o ostracismo ou seja uma estratégia para bloquear a ascensão de demagogos, conspiradores e tiranos ou expulsá-los da cidade caso um número mínimo de votantes fosse favorável. Mais tarde começaram a surgir em Atenas os inimigos da democracia. Os principais opositores eram os aristocratas que tinham aversão pela democracia: Platão era antidemocrata pois entendia a democracia como uma forma desordenada e perigosa de governo  pelos ignorantes. Com a Guerra do Peloponeso entre Atenas e Esparta que durou 30 anos começa a queda da democracia. Os líderes militares  como Péricles obtiveram o direito de exercer funções durante mandatos sucessivos. Em 359 aC Atenas foi obrigada a submeter-se ao reino da Macedónia.

2-Democracia Representativa. No século XII d.C começou uma nova fase de democracia. Com o aumento dos territórios tornou-se inviável o governo de assembleia. Surgiram então autogovernos populares baseados na eleição de representantes que ocupam cargos e governam  em nome da população durante um determinado período de tempo. Aparecem novas instituições, parlamentos, constituições escritas, partidos políticos, mesas de voto, editores independentes  e imprensa diária. O surgimento de assembleias populares começou no norte do actual território de Espanha com Afonso IX que reuniu as primeiras cortes na cidade de Leão. Nas cortes reuniram-se nobres, bispos e cidadãos abastados.  O rei prometeu consultar e aceitar os conselhos dos bispos, nobres e homens bons nas cidades, nas questões de guerra e de paz, dos pactos e dos tratados.. Em 1215 foi assinada a Magna Carta. Em 1776 da Declaração de Independência dos Estados Unidos da América nasce uma República de autogoverno. Em 1890 foi concedido o direito de voto às mulheres na Nova Zelândia. No período de 1920- !939 com o início da 2ª Guerra Mundial  vem  a destruição da democracia representativa originando « tiranias púrpuras», ditaduras militares e totalitarismo

3-Democracia Monotorizada  Com o fim da 2ª Guerra Mundial e a partir de 1945 deu-se a evolução para uma democracia monotorizada. Para isso contribuiu o advento dos primeiros meios de transmissão massiva: rádio,, cinema ,televisão. Tudo isto está associado às sociedades saturadas pelos meios multimédia. A partir daqui vão criar-se práticas para a monotorização de eleições, cogestão de locais de trabalho. Criaram-se também mecanismos reguladores e de responsabilização pública. Dentro e fora dos Estados há organismos fiscalizadores rigorosos e independentes. Tudo isto irá manter  em permanente alerta as empresas, os governos, os partidos e os políticos eleitos. As instituições que poem em causa o poder e as que se destinam à sua regulação estão por todo o lado. A democracia monotorizada ocorre onde quer que existam abusos de poder.

Hoje a democracia está em crise  em quase todos os Continentes. O direito de escolha em eleições livres e justas, a liberdade de imprensa e de expressão estão a ser postas em causa em muitos países do mundo. Temos regimes despóticos na Rússia, na Turquia, no Irão e na China. O populismo está a encaminhar algumas democracias para regimes autocráticos e o poder a cair nas mãos de plutocratas ou de ditadores militares. Os governos populistas eleitos na Índia, na Hungria e no México podem fazer surgir o despotismo.

Na parte final do livro o político John Keane diz-nos que a democracia monotorizada é claramente a melhor arma criada até agora para quebrar os monopólios de poder irresponsável onde e quando funcionarem. A democracia questiona os arrogantes e assume o lado dos menos poderosos contra aqueles que abusam do poder. E  a pergunta que me ocorre fazer para terminar é a seguinte:

Será que alguma vez vai haver  paz em todos os países do planeta Terra? Penso que não. Aparecem sempre políticos de ambições imperialistas como Putin ou de tendência xenófoba ou racista que detestam e odeiam imigrantes ou grupos étnicos. Depois Se não forem corrigidas as desigualdades sociais irá continuar a agitação e a instabilidade

publicado por pontodemira às 18:31
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29


.posts recentes

. A BÍBLIA TINHA RAZÃO

. QUEM GOVERNA O MUNDO

. O QUE VOS PEÇO EM NOME DE...

. A ECONOMIA PODE SALVAR O ...

. NENHUM HOMEM É UMA ILHA

. O ROSTO DE DEUS

. Ressaibos da Jornada Mund...

. UMA INTERPRETAÇÃO CRISTÃ...

. BLAISE PASCAL

. O ALTRUISMO NÃO EXISTE

.arquivos

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Agosto 2023

. Julho 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Abril 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Abril 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub