Domingo, 21 de Julho de 2019

Trump e a política anti-imigração

 

Trump é um político execrável, um autocrata de pendor ditatorial, que não respeita valores democráticos como a liberdade de expressão e a independência dos tribunais. Dá-se muito bem com políticos autoritários como Putin e Bolsonaro e com governantes europeus populistas e nacionalistas que fecham as suas fronteiras aos imigrantes.         Trump é um inimigo da União Europeia e faz tudo para a desagregar. O seu lema é dividir para reinar.

Mas do seu perfil como mau político há ainda muito mais para dizer. Não assinou o Acordo Climático de Paris e os EUA são responsáveis por 1/3 do total mundial das emissões de carbono e  possuem 4% da população do Planeta. Esta atitude mostra à evidência que Trump está mais preocupado em defender a economia americana do que em preservar a qualidade de vida do Planeta Global. Aqui manda o lema “América “first.

Por fim, “ last but not least “ é um apologista da política anti-imigração.  Aqui não está só e é seguido por países como a Itália e a Hungria. A Inglaterra com o Brexit pretende também fazer o mesmo.

Analisando as migrações com realismo vemos que os emigrantes  saem dos seus lugares de origem devido à guerra, à instabilidade política ou por não terem condições de sobrevivência.

Mas Trump esquece-se que os EUA foram colonizados por imigrantes ingleses e que alguns deles como os puritanos tiveram de sair de Inglaterra devido a perseguições religiosas e políticas. Esta situação está a repetir-se hoje com outros povos que procuram abrigo nos EUA. E voltando atrás à colonização do continente americano há ainda a registar outros factos que não convém ignorar. O continente americano, aquando da colonização, não estava vazio mas era habitado por povos indígenas. A muitos deles foram expropriadas as terras que possuíam e outros foram mesmo exterminados.

A crueldade mantem-se hoje na forma desumana como são tratados os imigrantes. As crianças são separadas dos pais e constroem-se muros de separação para não ter que se prestar a ajuda aos que dela necessitam.

Ninguém é dono e senhor de todos os bens da Terra.  O ser humano tem direito a uma vida digna onde não faltem bens essenciais como o trabalho, alimentos e habitação. Só é possível atingir a Paz e uma Sociedade estável construindo pontes e não muros.

publicado por pontodemira às 09:00
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 8 de Julho de 2019

Tentações e Pecados De Alguns Políticos

 

Qualquer cidadão tem por vezes a tentação de fugir aos impostos não declarando correctamente os rendimentos próprios ou por exemplo a importância exacta relativa à compra e venda de um imóvel.  Mas mais grave é quando os políticos o fazem. Alguns vão longe demais e são apanhados em casos de corrupção e de fraude. A Revista Visão de 20 de Junho dá conta que estão a ser investigados 30 casos que envolvem autarcas de Norte a Sul do país.

Na Operação Rota Final há Câmaras que estão a ser alvo de buscas por suspeitas de corrupção, tráfico de influências, participação económica em negócios, prevaricação e abuso de poder. Nesta operação se incluem as seguintes Câmaras: Guarda( PSD) , Barcelos ( PS), Braga (PSD ),Águeda(movimento juntos ) ,Almeida ( PSD), Armamar (PSD ),Belmonte (PS ),Cinfães (PSD ) ,Fundão ( PSD ), Lamego (PS ), Moimenta da Beira (PS) ,Oleiros (PSD ) Oliveira do Bairro (CDS) .Oliveira de Azeméis (PS ), Sertã (PSD), Soure ( PS ), Pinhel ( PSD),Tarouca( PSD).

Na Operação Teja a PJ e o MP estão a averiguar a “ viciação fraudulenta” de concursos e ajustes directos, num processo que envolve as autarquias de Santo Tirso, Barcelos e o Instituto de Oncologia ( IPO ). Há também casos relacionados com a Transportadora Transdev ( multinacional francesa ) que desde o início de 2018 acumulou 2 milhões de euros em 38 contratos por ajustamento directo com municípios do Norte e Centro.

Na Operação Galpgate são acusados 1 autarca da Câmara de Santiago do Cacém (CDU ) e outro da Câmara de Sines ( PS ) por recebimento indevido de vantagens em viagens a expensas da petrolífera.

Na Câmara de Pedrógão Grande há também um autarca ( PS) entre 28 arguidos que estão envolvidos em esquemas fraudulentos na Reconstrução de casas.

Numa entrevista à Rádio Renascença a ex-procuradora Joana Marques Vidal afirmou “ que a corrupção está a pôr em causa o Estado de Direito Democrático e que há redes que capturam o Estado utilizando o aparelho do Estado para a prática de actos ilícitos. E é categórica ao afirmar que essas redes estão espalhadas por ministérios e  autarquias.  Essas redes de corrupção e compadrio existem nas áreas de  contratação pública espalhadas por vários organismos de vários ministérios e autarquias e serviços directos e indirectos do Estado” ( fim de citação ).

Uma grande parte dos políticos esquece-se que foram eleitos para servir os interesses do povo e do país e não os seus interesses pessoais. Isto não quer dizer que todos os políticos sejam corruptos. Claro que há quem seja honesto e nos actos da administração pública actue com a máxima transparência e dentro da legalidade. Mas o inverso também é verdade. Costuma-se dizer na brincadeira que “quem não arrisca não petisca”. Infelizmente ainda existem muitos políticos para quem a política é um meio para atingir um fim e esse fim são os interesses  pessoais e particulares.

publicado por pontodemira às 21:40
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Cmo Revitalizar Uma Econo...

. Trump e a política anti-i...

. Tentações e Pecados De Al...

. Breve História da Ideolog...

. A SEXTA EXTINÇÃO

. Os Grandes Mestres da Psi...

. A tragédia da União Europ...

. Fascismo ( Um Alerta )

. PREVISÕES E PROFECIAS POL...

. A gratuitidade dos manuai...

.arquivos

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds