Quinta-feira, 5 de Março de 2009

O CONGRESSO DO PARTIDO SOCIALISTA E O FUTURO

 

O congresso do Partido Socialista veio confirmar um líder incontestado, como todos esperavam. José Sócrates é sem dúvida um dos melhores primeiros-ministros da era democrática em Portugal. É um bom orador, não se engasga, tem retórica e sabe argumentar ,ou seja, move-se bem naquilo que os gregos designavam por dialéctica.  Depois estuda muito bem os dossiers e raramente é apanhado com a lição por estudar.  Um dos pontos positivos que o caracteriza é a capacidade de levar por diante os objectivos programados pelo governo. Ao contrário de Guterres não cede a pressões nem vai a reboque da oposição. O caso mais paradigmático é o da avaliação dos professores, que por enquanto se vai mantendo, apesar da contestação esmagadoramente maioritária da classe docente. Do trabalho desenvolvido por Sócrates nestes quatro anos destacaria ainda o esforço para a simplificação  da administração pública. Apesar da oposição, principalmente o PSD, dizer que o governo nada fez, a verdade é que há coisas que até um cego vê. E ninguém bem intencionado pode negar.

 

Do congresso pouco há a mencionar de relevante. Quando um líder é carismático e faz alguma coisa é muito difícil vingar a oposição, interna ou externa. Houve uma moção a do Eng. Fonseca Ferreira que teve algum apoio dos militantes e tudo ficou por aí. O interesse teria sido outro se houvesse mais ideias em debate, além das que constam da moção do primeiro-ministro. Isso seria uma prova de vitalidade do partido e afastar-se-ia o perigo de se resvalar para um autoritarismo indesejável, ou  da política do quero posso e mando.

 

Confirmada a liderança do Partido importa agora pensar no que irá acontecer nas próximas eleições legislativas. As sondagens dão-nos um PS em primeiro lugar mas sem maioria absoluta. Convém não esquecer que há muita gente descontente com o governo e nesse número estão certamente os professores que na sua grande maioria vão votar contra. É inegável que a avaliação é absolutamente necessária, mas não havendo um modelo único e perfeito, a ministra da educação poderia talvez ter ido mais longe negociando com os professores uma solução de consenso.  Por outro lado a legalização do casamento dos homossexuais poderá também influenciar negativamente os resultados. Se muitos eleitores são indiferentes a esta medida, outros apoiam-na apaixonadamente, mas é bom não esquecer que um grande número de católicos são contra e por isso não votarão no PS.  Há ainda que contar com a ala esquerda do PS, liderada por Manuel Alegre que é imprevisível e não se sabe bem como irá actuar nas próximas eleições.  Será que Alegre tem fôlego para criar outro partido uma vez que as associações cívicas não podem concorrer? Será que vai encostar ao Bloco de Esquerda ?  O que não me parece provável é que vá apoiar  Sócrates nas eleições legislativas.

 

Não havendo uma maioria absoluta e numa situação de crise que o país  está a viver, vai ser muito difícil governar. Sem estabilidade é quase impossível implementar reformas ou medidas de fundo que são fundamentais para o país andar para a frente. Todos temos bem vivas na memória as concessões que o Eng. Guterres foi obrigado a fazer para governar e da tão falada questão do Queijo Limiano. O País, neste momento, para arrancar precisa de uma plataforma de entendimento entre todos os partidos , mas este objectivo é pouco provável que venha a acontecer. Para os radicais de esquerda, não há sentido de Estado, e quanto pior melhor. Em situações extremas é natural que alguns eleitores se lembrem deles como tábua de salvação.

 

Como as crises são cíclicas há que enfrentar o futuro com confiança. Para isso é necessário um esforço conjunto: governo, empresários e dos cidadãos em geral. A solidariedade  de todos, e de modo particular dos que ganham bem ou são ricos, nunca foi, como agora, tão necessária. Para um cristão nada melhor do que reflectir nas palavras de Jesus: “ Tive fome e deste-me de comer, tive sede e deste-me de beber, estava nu e deste-me de vestir. “

 

 

FRANCISCO MARTINS

 

 

publicado por pontodemira às 11:55
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29

31


.posts recentes

. ATÉ QUANDO IRÁ DURAR A GU...

. A TIRANIA DO MÉRITO

. UMA BREVE HISTÓRIA DA IGU...

. A SABEDORIA EM TEMPO DE C...

. A NOVA ARTE DA GUERRA- S...

. O PRÍNCIPE_ MAQUIAVEL

. A Consciência Do Limite

. O HOMEM EM BUSCA DE UM SE...

. VIVO ATÉ À MORTE

. A arte de viver em Deus- ...

.arquivos

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Abril 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub