Domingo, 18 de Janeiro de 2009

A GUERRA NA FAIXA DE GAZA

 

1-Todos os órgãos de comunicação social têm dado grande cobertura à guerra na faixa de Gaza. Os conflitos entre povos têm sempre um começo e aqui parece que quem deu início às hostilidades foram os palestinos de Gaza ao enviarem rockets para Israel. Os judeus invocando o seu direito à defesa reagiram e a guerra instalou-se e não se sabe por quanto tempo se irá prolongar. A televisão mostra-nos imagens de crianças e mulheres que estão a ser massacradas e a ser  vítimas inocentes de um conflito que certamente não desejavam. Os israelitas que estão melhor equipados usam meios desproporcionados e atacam indiscriminadamente escolas, hospitais e casas de habitação. Esta atitude vai acirrar ainda mais ódios antigos e provocar a vingança dos países árabes. A paz constrói-se pelo diálogo e não seguindo  a velha conduta do “ olho por olho e dente por dente “.

Sendo judeus e árabes povos semitas, ou seja, com as mesmas raízes culturais é difícil compreender as razões desta rivalidade ancestral. Os árabes- palestinianos lutam por um objectivo que se me afigura impossível- a posse exclusiva de toda a Palestina e a expulsão para bem longe dos judeus. Mas afinal o que foi e o que é hoje a Palestina ? Para responder a esta questão teremos de passar uma vista rápida pela História.

 

2-A palavra Palestina deriva do grego Philistia designação dada à faixa de terra entre a actual cidade de Tel Aviv e Gaza e cujo nome se deve ao facto de nela se terem fixado, no século XXII antes de Cristo, os Filisteus. Rebuscando a História verificamos que Abraão saindo de Ur na Mesopotânia chegou a Canaã  ( século XVIII a.c. ) na actual Palestina e aí se fixou.

Devido a uma seca prolongada algumas tribos lideradas por Jacob  são obrigadas a migrar para o Egipto. A partir do momento em que os hebreus começaram a ser escravizados pelos egípcios resolvem regressar à “ Terra Prometida “ conduzidos por Moisés. Esta longa caminhada ( Êxodo ) foi concluída por Josué que, ao chegar à Palestina, teve de lutar com Cananeus e Filisteus que aí se tinham fixado ( século XIII a.c. ). Instituída a monarquia o Rei David fixa a capital do reino em Jerusalém. Com a morte do Rei Salomão os hebreus dividem-se em 2 reinos: Israel ao Norte com a capital em Samaria e o reino de Judá ao Sul com a capital em Jerusalém. O reino de Israel é conquistado pelos Assírios em 722 a.c e o de Judá duzentos anos depois pelos Babilónios, tendo começado aqui o período conhecido como Cativeiro da Babilónia. Em 539 a.c. Ciro conquistou a Babilónia e libertou os judeus que assim retornaram à Palestina e reconstruíram o templo de Jerusalém  que tinha sido destruído por Nabucodonosor.  Em 332 a.c  com Alexandre , o Grande , macedónios e gregos passam a ocupar a Palestina. Segue-se depois o domínio romano que acaba com a destruição de Jerusalém em 70 d.c. Os judeus são obrigados a dispersar-se pelo mundo e começa aqui a Diáspora Judaica. No ano de 638  a Palestina cai sob o domínio árabe muçulmano. Em 1099 os Cruzados chegam a conquistar Jerusalém mas em 1187 foi reconquistada por Saladino. A partir de 1516 toda a Palestina passa a ser controlada pelo Império Turco-Otomano. No fim da 1ª guerra mundial e pelo Tratado de Versalhes a Palestina é dividida entre a França que ocupa o Líbano e a Síria  e a Inglaterra. No final do século XIX, os judeus começam a migrar para a região e a comprar terras. Com a 2ª guerra mundial surge o Nazismo e as perseguições aos judeus contribuem para o regresso em massa  à Palestina. Em  1947 a Assembleia Geral da ONU deliberou a partilha da Palestina em dois Estados: um  Judeu e outro  Árabe. Os árabes nunca acataram esta resolução, recusaram a partilha e não reconhecem Israel como Estado independente.

Actualmente a Palestina encontra-se dividida em três partes: O Estado de Israel, a faixa de Gaza controlada pelo Hamas e a Cisjordânia da responsabilidade da Fatah.

 

3-Chegados aqui é fácil perceber que este conflito que opõe judeus a árabes-palestinianos não é de fácil resolução. Tem de haver respeito mútuo de ambas parte pois sem isso não é possível o diálogo e sem ele a Paz é um objectivo utópico e irrealista. O facto de a Hamas e a Fatah não se entenderem agrava ainda mais a situação e dificulta a tarefa dos mediadores que irão tentar chegar a um acordo.     Nem os árabes nem os judeus  se poderão considerar donos exclusivos da totalidade do território da Palestina . Os árabes da Palestina têm todo o direito de criar um Estado autónomo e independente de Israel. Para conseguirem esse objectivo terão de superar as divergências que actualmente separam os dois movimentos de libertação. Mas se persistirem em não reconhecer o Estado de Israel o” status quo “ existente vai manter-se por muito mais tempo com prejuízo para população civil árabe que será sempre a principal vítima desta teimosia. Vamos ver se o Presidente Barack Obama, a Comunidade Europeia e todos os países com peso político como a Rússia e a China conseguirão levar as partes em litígio à mesa da negociação de forma a acabar de vez com uma guerra estúpida e desumana que está a levar o caos e a morte à faixa de Gaza.

 

Francisco Martins

 

 

 

publicado por pontodemira às 21:20
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
28
29
30


.posts recentes

. A TIRANIA DO MÉRITO

. UMA BREVE HISTÓRIA DA IGU...

. A SABEDORIA EM TEMPO DE C...

. A NOVA ARTE DA GUERRA- S...

. O PRÍNCIPE_ MAQUIAVEL

. A Consciência Do Limite

. O HOMEM EM BUSCA DE UM SE...

. VIVO ATÉ À MORTE

. A arte de viver em Deus- ...

. OS GRANDES FILÓSOFOS: HUM...

.arquivos

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Abril 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub