Quarta-feira, 17 de Setembro de 2008

Ambiguidades e Contradições da política

1-Nas últimas décadas tem havido um recrudescimento dos movimentos nacionalistas. Com a queda do Império Soviética em 1991  surgiram numerosos Estados, alguns de pequenas dimensões. O mesmo  aconteceu na região balcânica com os países satélites da ex-União Soviética que na altura se designavam por Jugoslávia e Checoslováquia.

Sempre que um povo com forte identidade étnica e cultural se encontra subordinado a uma maioria ( Estado- Nação ) , os conflitos são , em regra , inevitáveis . Daí resulta quase sempre uma tendência para a autonomia mais ou menos alargada ou mesmo em muitos casos para a independência. Por que razão uns povos têm direito à autodeterminação e a outros lhe é negado esse direito ? Por que razão a comunidade política internacional apoia a e ratifica a independência de uns e  a nega a outros ?

 

2-A Espanha actual nasceu quando em 1469 os reis Católicos Isabel I de Castela e Fernando II de Aragão reuniram num só reino os vários reinos existentes. Esta unidade está hoje a ser posta em causa pelo movimento separatista Basco que luta há vários anos pela independência, através de acções de carácter terrorista, mas que não dispõe do apoio da maioria da população.

O Kosovo conseguiu em Fevereiro de 2008 a sua independência. Para tal contribuiu o apoio dos Estados Unidos que à margem da ONU e do direito internacional resolveram intervir e pôr termo ao conflito que opunha a Sérvia aos Kosovares. Ainda hoje há países que não chegaram a reconhecer a independência do Kosovo, incluindo Portugal, que sobre este assunto mantém reservas.

Existem também movimentos separatistas na Chechénia e em Caxemira, no norte da Índia. A Rússia tem abortado todas as tentativas de revolta da Chechénia  e mantém pela força o controle do território, negando assim todas pretensões de autonomia.

Outros povos como os Tibetanos na China e os Curdos cujo território confina com a Turquia, Síria, Irão e Iraque, lutam há muitos anos pela autonomia sem o conseguirem. Ainda recentemente o exército chinês entrou no Tibete para reprimir uma manifestação de descontentamento popular.

Em Agosto de 2008 é a Geórgia que tem de intervir para debelar uma tentativa de revolta na Ossétia do Sul. Os Russos que reprimiram violentamente a tentativa independentista da Chechénia estão agora ao lado dos Ossetas que reivindicam igual direito. Por que será que os EU se preocupam tanto com a situação no Cáucaso? É que a Geórgia é atravessada por oleodutos e gasodutos importantes, detidos por empresas ocidentais, que abastecem a Europa e que são alternativa aos pipelines controlados pela Rússia.

 

3-Na África as fronteiras entre os vários países foram traçadas artificialmente pelos Estados colonialistas sem ter em conta as várias etnias que por vezes se digladiam criando instabilidade permanente ou periódica. A violação dos direitos humanos é uma constante em quase todos os países africanos e não apenas no Zimbabwe do presidente Mogabue. E Angola também não foge à regra. A revista Única do semanário Expresso do dia 6 de Setembro trazia uma reportagem dando conta que os bairros de lata de Luanda ( musseques) foram arrasados pelos bulddozers para neles construírem condomínios para elites. E o mais grave é que muitas pessoas  foram objecto de despejo sem aviso prévio e poucos os que receberam indemnização ou realojamento. Tudo isto com absoluto desprezo dos direitos individuais e das normas do direito internacional. Os países democráticos fingem ignorar estes problemas e particularmente Portugal a quem convém manter boas relações com os PALOP.   Além do mais Angola é um dos  principais importadores de produtos portugueses e, em primeiro lugar, como é óbvio, estão os interesses económicos.

 

4-Em jeito de balanço podemos desde já tirar algumas conclusões. As grandes potências são sempre fortes quando têm que enfrentar os pequenos países e fracas na situação inversa. Os EU foram fortes a atacar o Iraque e o Kosovo mas encolheram-se e fecharam os olhos à invasão do Tibete pela China. É que a dívida externa dos EU é equilibrada pelo dinheiro que vem da China e do Japão através da aquisição de títulos do tesouro. Por outro lado, não se brinca com a China porque é um país que pelas suas dimensões impõe respeito.

Para finalizar diria que em política contam mais os interesses económicos e geoestratégico do que os direitos individuais e o direito dos povos à autodeterminação.

 

 

Francisco Martins

 

publicado por pontodemira às 11:42
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30


.posts recentes

. NÓS CONTRA ELES ( O fraca...

. O DECLÍNIO DO OCIDENTE

. Cmo Revitalizar Uma Econo...

. Trump e a política anti-i...

. Tentações e Pecados De Al...

. Breve História da Ideolog...

. A SEXTA EXTINÇÃO

. Os Grandes Mestres da Psi...

. A tragédia da União Europ...

. Fascismo ( Um Alerta )

.arquivos

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds