Domingo, 31 de Agosto de 2008

ANO PAULINO

 

1-Está a decorrer o Ano Paulino que se vai prolongar até Junho de 2009. São Paulo é uma das figuras mais carismáticas da Igreja e tem sido um ponto de referência para os teólogos, desde as primeiras comunidades cristãs até aos nossos dias. Santo Agostinho, São Tomás de Aquino, Lutero e muitos outros pensadores cristãos tiveram São Paulo como fonte inspiradora. Se em certas situações foi controverso e paradoxal noutras foi prudente e persuasivo. A ele se deve , contudo , o mérito de dar ao cristianismo o seu carácter universal. Mas quem foi  São Paulo ? Não é fácil em poucas palavras descrever uma personalidade tão rica e complexa. Para uma melhor compreensão irei  abordar três pontos fundamentais: Infância - adolescência, Missionação e Cartas.

 

2-Da leitura dos Actos dos Apóstolos e das Cartas de São Paulo podemos traçar de forma correcta os traços mais marcantes da sus biografia. Sabemos que passou a infância em Tarso na Cilícia ( actual Turquia e Síria ) . Foi fariseu e pertencia à tribo de Benjamim. Sabe-se também que herdou de seus pais a cidadania romana. Conhecia a Escritura Hebraica e falava fluentemente a língua grega. Na sua adolescência foi estudar para Jerusalém e aí foi instruído aos pés de Gamaliel em todo o rigor da Lei ( Act 22,3 ). Quando em dada altura  se dirigia para Damasco em perseguição dos cristãos uma luz intensa vinda do céu imobiliza-o e ao mesmo tempo ouve uma voz que lhe diz: “ Saulo, Saulo porque me  persegues ? “    A visão e revelação de Cristo, como ele refere nas suas Cartas, vai modificar por completo a sua vida. O perseguidor Saulo transformou-se por vocação no Paulo Apóstolo. E aqui vai começar uma nova etapa - a missionação.

                                                            

3-São Paulo nas suas viagens percorreu quase todo o território da actual Turquia e na Europa, a Macedónia e a Grécia. São três as viagens referidas nos Actos dos Apóstolos. Na primeira viagem parte acompanhado de Barnabé e de João Marcos em direcção ao Chipre. Há um desentendimento com Cefas-Pedro e a partir daí São Paulo passará a ser um Apóstolo independente de Jerusalém e de Antioquia.

Na segunda viagem Paulo acompanhado de Silas parte para a Europa através da Macedónia. Em Filipos converte uma mulher chamada Lídia e parte para Atenas e Corinto. Em Atenas faz uso da sua capacidade de argumentação e da sua retórica para convencer os pagãos : “ Atenienses, vejo que sois em tudo, os mais religiosos dos homens. Percorrendo a vossa cidade e  examinando os vossos monumentos sagrados, até encontrei um altar com esta inscrição “Ao Deus desconhecido “. Pois bem , Aquele que venerais sem o conhecer é esse que eu vos anuncio( Act 17,22-23 )

Na terceira viagem percorreu  a Galácia e a Frigia ( actual Turquia ). Entre a primeira e a segunda viagem  São Paulo dirige-se a Jerusalém para saber a opinião dos Apóstolos e Anciãos sobre se era necessário circuncidar os pagãos e impor-lhe a observância da Lei. Pedro deixou claro que “ é pela graça do Senhor Jesus que acreditamos que seremos salvos, exactamente como eles “ ( Act 15, 11 )

 

Quase no fim da sua missão apostólica , quando se deslocava a Jerusalém para depositar a colecta para os pobres é preso pelos judeus e julgado pelo Sinédrio. Depois é entregue aos romanos e segue para Cesareia. Na sua qualidade de cidadão romano apela para César e segue para Roma. Parece ter sido ainda solto mas voltou novamente a ser preso e foi por fim decapitado.

 

Os centros urbanos mais importantes onde esteve São Paulo, e referidos nas Cartas, são:  Antioquia, Éfeso, Colossos, Filipos, Tessalónica , Atenas e Corinto.

 

 

                                                  

4-

As Cartas de São Paulo são os primeiros escritos cristãos do Novo Testamento. A Carta aos Tessalonicenses teria sido escrita por volta do ano 50 d.c e é por isso o documento mais antigo. Das 14 Cartas de São Paulo apenas 7 são autênticas ( Romanos, Gálatas 1, Tessalonicenses 1 e 2, Coríntios, Filipenses e Filémon ). Todas elas obedeciam ao seguinte esquema: Introdução com os nomes dos destinatários ; Corpo central ou conteúdo da mensagem e Saudação final. Se alguns textos era altamente elaborados como a Carta aos Romanos outros eram documentos simples de carácter muito pessoal como a Carta a Filémon. Sendo difíceis as comunicações, tanto as que se faziam por terra como por mar, o veículo mais apropriado para comunicar eram as Cartas. Nelas se abordavam assuntos teológicos, doutrinais. éticos e pastorais.

Um  tema que ocupa  grande espaço nas Cartas de Paulo é o da Salvação ( teologia soteriológica ). O Homem salva-se não pelas obras da Lei mas pela Fé em Jesus Cristo e pela Graça. A Lei ( Torá ) era constituída por 613 preceitos o que a tornava quase impossível de cumprir. Jesus veio resumir tudo num único preceito -  A Lei do Amor: “ É que toda a Lei se cumpre plenamente nesta única palavra “ Ama o teu próximo como a ti mesmo “ ( Gl 5,14 ).  É em São Paulo que Lutero se vai inspirar quando diz na sua teologia das indulgências que é pela Fé e pela Graça  ( Sola Fides e Sola Gratia ) que o Homem se salva .Acrescenta ainda que a Fé deve ser procurada exclusivamente na  Sagrada Escritura ( Sola scriptura ).

Um outro tema que São Paulo trata nas suas Cartas tem a ver com a segunda vinda de Jesus ( Parusia ). Uma questão que aqui se coloca é a de saber quem é chamado primeiro. São Paulo esclarece: “Eis o que vos dizemos baseando-nos numa palavra do Senhor: nós os vivos, os que ficarmos para a vinda do Senhor, não precederemos os que faleceram ; pois o próprio Senhor, à ordem dada, à voz do arcanjo e ao som da trombeta de Deus, descerá do Céu, e os mortos em Cristo ressurgirão primeiro. Em seguida nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente  com eles sobre as nuvens, para irmos ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Consolai-vos com estas palavras.” ( 1 Tes 4,15 ).

Um outro aspecto a destacar é o carácter universal que São Paulo confere ao cristianismo. Pela morte de Jesus e pelo Baptismo somos todos redimidos sem excepção: “Não há judeu nem grego; não há escravo nem livre ; não há homem e mulher, porque todos sois um só em Cristo Jesus. “ ( Gl 3, 28 )

Nas Cartas vamos também encontrar páginas de uma beleza literária extraordinária. É o caso do Hino ao Amor da Carta aos Coríntios do qual passo a transcrever alguns versículos:

“Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos,

Se não tiver amor, sou como o bronze que soa

Ou um címbalo que retine.

Ainda que eu tenha o dom da profecia

E conheça todos os mistérios e toda a ciência,

Ainda que eu tenha grande fé que transporte montanhas

Se não tiver amor, nada sou.

Ainda que distribua todos os meus bens

E entregue o o meu corpo para ser queimado,

Se não tiver amor, de nada me aproveita.

O amor é paciente,

O amor é prestável

Não é invejoso

Não é arrogante nem orgulhoso……”

( 1 Cor 13,1-13  )

 

5- A missão apostólica de São Paulo não foi fácil nem tranquila. O Padre dominicano Jerome Murphy- O,Connor, no seu livro Paulo, diz a este respeito o seguinte: “ Em todas as comunidades a que Paulo pertenceu, ou que fundou, houve crentes que lhe trouxeram desgostos- os judaizantes de Antioquia, os ociosos de Tessalónica, Evódia e Síntique de Filipos, os paralizados pela prudência da Galácia, os ressentidos de Éfeso, os ascético-místicos de Colossos, os espirituais de Corinto. Nenhuma destas Igrejas esteve à altura das suas expectativas, e não houve nenhuma comunidade para a qual pudesse olhar com um orgulho complacente “

 

Mas São Paulo cumpriu plenamente a sua missão. Respondeu ao apelo de Jesus , proclamou o Evangelho e deu a vida por ele.

 

Bibliografia consultada:

Nova Bíblia dos Capuchinhos-Difusora Bíblica

Jerome Murphy-O´Connor- Paulo, edições Paulinas

Comentários ao Novo Testamento- Padre Carreira das Neves

 

Francisco Martins

 

 

 

publicado por pontodemira às 21:54
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Cmo Revitalizar Uma Econo...

. Trump e a política anti-i...

. Tentações e Pecados De Al...

. Breve História da Ideolog...

. A SEXTA EXTINÇÃO

. Os Grandes Mestres da Psi...

. A tragédia da União Europ...

. Fascismo ( Um Alerta )

. PREVISÕES E PROFECIAS POL...

. A gratuitidade dos manuai...

.arquivos

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds