Sexta-feira, 28 de Março de 2014

TEORIAS POLÍTICAS-ADAM SMITH

 

1-Vida

Adam Smith era filho de um segundo casamento do pai com Margaret Smith. Nasceu em Kircalldy, Edimburg na Escócia no ano de 1723. Frequentou o Instituto de Glasgow onde entrou com 14 anos. Mais tarde obtém uma bolsa que lhe permitiu matricular-se na universidade de Oxford com a intenção de seguir a carreira eclesiástica. Sentindo que não tinha vocação desistiu e voltou à sua terra natal. Por sua iniciativa começou a fazer palestras que lhe deram uma certa notoriedade. Isto abriu-lhe caminho para ser professor em Glasgow onde leccionou Filosofia Moral. Faleceu em 7 de junho de 1790 em Edimburg.

2- Obra

Adam Smith escreveu os seguintes livros: História da Astronomia, Linguagens, Sentimentos Morais, Jurisprudência e Riqueza das Nações. O mais conhecido e lido é a Riqueza das Nações. Existe uma edição da Fundação Calouste Gulbenkian em 2 volumes, encontrando-se o 1º volume esgotado.

É com base neste último livro que irei fazer uma análise do pensamento económico e político de Adam Smith. Consultei também o livro “ Adam Smith “ da autoria de Gavin Kennedy ,editora Actual e ainda o Manual de Economia Política de Pedro Soares Martinez.

3-Evolução da sociedade

Adam Smith estabeleceu quatro etapas na evolução da sociedade: a era dos caçadores, a era dos Pastores, a era da Agricultura e a era do Comércio. Com o aparecimento da agricultura surge a propriedade privada e aqui começam os conflitos. Adam Smith diz o seguinte : “ sempre que há muita propriedade, há grandes desigualdades. Por cada homem muito rico tem de haver  quinhentos pobres e a influência de poucos pressupõe a indigência de muitos” ( RN).Para estabelecer a ordem tem de haver justiça e um governo que a imponha “ a aquisição de propriedade valiosa e extensa requer necessariamente o estabelecimento de um governo civil “ ( RN).

O desenvolvimento do comércio e das manufacturas pôs a circular bens, criando riqueza e acentuou o declínio do feudalismo.

4-Mercado livre e criação de riqueza

Para Adam Smith a riqueza não está na acumulação de metais preciosos( ouro e prata ) como pensavam os mercantilistas. Também não está na agricultura como defendiam os fisiocratas. A riqueza provém da divisão do trabalho e da especialização.  A divisão do trabalho contribui para o aumento da produtividade e  o excesso de produção abre caminho ao mercado:  “permutar, negociar e trocar. “ Nas trocas e nos negócios tem de haver interesse de ambas as partes: dos que vendem e dos que compram. Adam Smith diz o seguinte: “  não esperamos que o nosso jantar venha da bondade do talhante, do cervejeiro ou do padeiro, mas sim da consideração que eles têm do seu próprio interesse. Apelamos não à humanidade deles mas sim ao amor próprio deles e nunca lhe falamos das nossas próprias necessidades, mas sim das suas vantagens. Dá-me o que quero e terás aquilo que queres “ ( RN )

Os preços no mercado surgem em função da oferta e da procura e o mesmo pode acontecer com os salários

Um dos elementos fundamentais do mercado é o comércio e este faz-se a partir do capital fixo ( maquinaria e imóveis)  e do capital circulante ( dinheiro ).

5-A mão invisível e o “laissez faire “

Apesar dos negociantes e mercadores agirem egoisticamente no mercado tratando em primeiro lugar dos seus próprios interesses, a verdade é que o mercado parece autorregular-se pondo a circular os bens que são necessários, subindo os salários quando a produtividade é grande e regulando os preços em função da procura e da oferta. Adam Smith usa a metáfora “ mão invisível “ para explicar este fenómeno.

Relacionada com a teoria da “ mão invisível “ está a ideia de que o Estado não deve intervir na economia.  Para Galvin Kennedy é um erro pensar que Adam Smith  tenha apoiado o “ laissez faire “ . E cita esta passagem do livro A Riqueza das Nações  :  “mas o exercício da liberdade natural de algum indivíduo que faça perigar a segurança de toda a sociedade é e deve ser impedido pelas leis de todos os governos, tanto dos mais livres como dos mais despóticos “. ( RN ) Há aqui portanto uma referência explícita à intervenção do Estado na Economia que põe em causa o “ laissez faire “

5-Funções ou deveres do Estado

a-Segurança- “ O primeiro dever do soberano, o dever de proteger a sociedade da violência e da invasão de outras sociedades independentes, só pode ser desempenhada por meio da força militar “( RN)

b-Justiça- Para que sejam garantidos os direitos e as liberdades de todos os cidadãos é necessário que haja uma justiça independente de todos os outros poderes. Adam Smith diz o seguinte: “ é necessário que o poder judicial esteja separado do poder executivo. O juiz não deve ser passível de ser afastado do seu cargo de acordo com os caprichos desse poder “ ( RN)

c-Obras públicas, instituições para facilitar o comércio e a educação-As estradas, pontes e canais são necessários para facilitar o comércio. A administração local poderia também colaborar nas despesas de manutenção  das ruas das  cidades.

Adam Smith defendia também que o Estado deveria contribuir para as despesas da educação e da saúde das pessoas mais pobres. Para fazer face às despesas públicas haverá impostos que serão tributados proporcionalmente ao rendimento de cada um.

Conclusão :

Adam Smith viveu durante o período Iluminista e foi contemporâneo da Declaração da Independência dos Estados Unidos da América e da Revolução Francesa.

É considerado por alguns como o pai da economia política. Na Riqueza das Nações faz uma análise  das relações económicas desde os pastores recolectores até ao século XVIII, altura em que o comércio e a indústria começaram a desenvolver-se e a caminhar para a revolução industrial. Procurou  ainda estabelecer as relações causais que permitiram a criação de riqueza.  Utilizou também o método comparativo para dele tirar conclusões ou deduzir leis económicas.

Não é como muitos pensam um teórico da economia liberal, do “ laissez faire “ ou do Estado mínimo. Além das atribuições que competem ao Estado ( Segurança, Justiça e Educação ) o Governo pode interferir na economia lançando impostos  e regulando o mercado. Adam Smith não era indiferente à pobreza e à miséria quando diz “ Nenhuma sociedade pode florescer e ser feliz se a maior parte dos seus membros farem pobres e miseráveis. É uma questão de justiça que aqueles que alimentam, vestem e albergam todo o corpo da sociedade tenham uma porção do produto do seu trabalho para si mesmos, de forma que eles também sejam relativamente bem alimentados, vestidos e alojados “ ( RN) .Isto significa que o crescimento económico deveria ser acompanhado de salários mais altos, redistribuindo melhor a riqueza.

No livro a Riqueza das Nações, Adam Smith tem uma frase assertiva , muito importante que qualquer primeiro-ministro devia ler  e meditar. Essa frase diz o seguinte: “  Não existe arte que o Governo possa aprender mais depressa do que aquela de retirar dinheiro do bolso das pessoas “ ( RN)

publicado por pontodemira às 19:18
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Democracia, populismo e x...

. Democracia,populismo e xe...

. Os incêndios florestais (...

. Os grandes filósofos: Mar...

. Os Grandes filósofos: Ben...

. Os incêndios florestais

. O Euro- como moeda única ...

. O Papa Francisco peregrin...

. O terrorismo

. As baboseiras do Sr. Jero...

.arquivos

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds