Quarta-feira, 16 de Novembro de 2016

A Ética acima das Leis e da Política

 

A nomeação dos novos administradores da Caixa Geral de Depósitos é um dos assuntos que marca a actualidade. A polémica que se gerou assenta em três pilares: vencimentos a atribuir aos novos corpos gerentes, declaração de rendimentos ao Tribunal Constitucional e o sigilo relativo a essa declaração. Os ordenados que vão ganhar os futuros administradores é realmente escandaloso. Num país em que há muitas pessoas a viver mal e outras no limiar da pobreza não são de admitir tais regalias. É certo que manda a justiça que cada um seja retribuído de acordo com a responsabilidade e a actividade do cargo que desempenha. A comparação com o vencimento que os bancos privados pagam aos seus administradores também não é motivo para se adoptar tal procedimento pelos bancos públicos. Foram já vários os bancos privados que faliram e tiveram de ser recapitalizados pelo Estado, ou seja, com o dinheiro dos contribuintes. Por outro lado todos aos gestores que que ganhassem acima de um determinado montante o Estado deveria retirar em impostos 20% ou 30% do seu rendimento líquido.

Quanto à declaração de rendimentos ao Tribunal Constitucional se a lei obriga a isso porque a Caixa Geral de Depósitos é uma Instituição pública então não deveria haver excepções. Quem desempenha cargos públicos tem de actuar com total transparência de forma a que não haja suspeitas infundadas. Os casos de corrupção são frequentes no dia a dia e é para os evitar que naturalmente se faz esta exigência. E, como se costuma dizer, quem não deve não teme.

Finalmente quanto ao sigilo concordo que os órgãos de comunicação social não tenham acesso à declaração de rendimentos para evitar uma devassa da vida particular o que é sempre mau , pois está em causa o direito individual dos cidadãos à sua esfera de actividade privada. O sigilo só deverá ser levantado no caso de haver investigação criminal em curso ou suspeitas de corrupção.

Na minha opinião Banca deveria ser orientada de forma a evitar os desastres sucessivos que desmotivam os depositantes e investidores. Os gestores que se servem das funções que desempenham para favorecer amigos e financiar projectos que não têm viabilidade deveriam ser responsabilizados e punidos severamente pelas loucuras que cometem. Impõe-se também que que para os grandes investimentos sejam criados bancos especiais enquanto os bancos mais pequenos concederiam apenas crédito aos que precisam de recorrer a empréstimos para adquirir casa, carro ou pequenos projectos que não envolvam grandes somas de dinheiro. Mas não havendo crescimento económico significativo a banca está irremediavelmente condenada pois ela vive dos empréstimos que faz.

Para terminar diria que os dirigentes de qualquer instituição bancária, privada ou pública têm que se nortear pelos princípios da ética e da transparência pois só assim ganharão a confiança dos clientes que a eles recorrem.

publicado por pontodemira às 18:11
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Os incêndios florestais (...

. Os grandes filósofos: Mar...

. Os Grandes filósofos: Ben...

. Os incêndios florestais

. O Euro- como moeda única ...

. O Papa Francisco peregrin...

. O terrorismo

. As baboseiras do Sr. Jero...

. Bandarra: profetismo mes...

. A Ordem Mundial

.arquivos

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds