Segunda-feira, 19 de Agosto de 2013

A encíclica Lumen Fidei ( A Luz da Fé )

A encíclica Lumen Fidei ( A Luz da Fé )

 

1-A primeira carta encíclica do Papa Francisco tem por título “ Lumen Fidei ( A luz da Fé ). Segundo se lê na Introdução o esboço desta encíclica foi feito pelo Papa emérito Bento XVI que já anteriormente tinha escrito sobre a Caridade e a Esperança. Completou-se assim a tríade das virtudes teologais.

É bom e pertinente meditar sobre a Fé numa altura em que na Europa se estão a perder os melhores valores do cristianismo. Em Portugal as estatísticas dizem que são cada vez menos as pessoas e sobretudo os jovens que frequentam a Igreja. Vivemos num tempo de grande agitação em que se faz tudo a correr e não há tempo para reflectir. A sociedade é marcada por três elementos negativos : o materialismo ( não existe Deus ) , hedonismo ( o que conta é o prazer  ) e o relativismo ( não há valores porque tudo é relativo ).

2-Na carta encíclica o tema é desenvolvido nas seguintes vertentes :

a-A Fé que encaminha

Abraão e Moisés não hesitaram em seguir o caminho proposto por Deus e partiram rumo ao desconhecido. Escutaram e aceitaram o chamamento de Deus e foram por isso recompensados.

b-A salvação pela Fé

A Fé é um dom gratuito de Deus e é por ela que o homem se salva. Aquele que procura justificar-se a si mesmo perante Deus pelas obras que pratica e não reconhece que a origem do bem está em Deus, fecha-se em si mesmo e  a sua vida torna-se vã.

c-Fé e Verdade

Hoje há uma propensão para associar a verdade à tecnologia e à ciência sendo verdade apenas aquilo que se consegue “ construir e medir com a ciência” ; verdade é o  “ que funciona e torna a vida mais cómoda e aprazível” . Mas a verdade não está só ,e apenas, no palpável ,no empírico mas também no invisível.

d-A Fé como escuta e visão

A Fé vem da escuta como diz São Paulo (Rm 10,17 ). Quando São Paulo perseguia os judeus  ouviu a voz de Deus e converteu-se. Também  quando Jesus ressuscitou, os discípulos viram-No e a fé deles fortaleceu-se.  Maria Madalena anunciou Jesus aos discípulos dizendo : “ Vi o Senhor “ ( Jo 20,18 ). A fé é assim uma síntese entre o ouvir e o ver.

e-Fé e Razão

A Fé a Razão não são incompatíveis. A ciência e a razão por mais que se esforcem não conseguem decifrar o mistério  insondável do infinito. É pela Fé que chegamos ao transcendente, à origem de tudo quanto existe.

“ A Fé desperta o sentido crítico, enquanto impede a pesquisa de se deter satisfeita, nas suas fórmulas e ajuda-a a compreender que a natureza sempre as ultrapassa. A Fé alarga o horizonte da razão. “

f-A Fé e a busca de Deus

A Fé é a luz que ilumina o caminho de todos os que procuram Deus. “ Quem se põe a caminho para  praticar o bem já se aproxima de Deus, já está sustentado pela sua ajuda, porque é próprio da dinâmica da luz divina iluminar os nossos olhos, quando caminhamos para a plenitude do amor “ . Os que praticam o bem, apesar de não acreditarem em Deus estão também no bom caminho pois sem o saberem  procuram agir como se Deus  existisse.

g-A Fé e o bem comum

A Fé não ilumina apenas. A Igreja não está exclusivamente orientada para o além e para o eterno mas ajuda também a construir uma sociedade virada para um futuro  de esperança.

h-A Fé a família

A família é também o meio propício ao crescimento da fé. O testemunho e o exemplo dos pais irá ter uma importância e uma influência enorme na educação dos filhos enraizando neles a fé que será mais sólida e menos vulnerável às mudanças e às dúvidas que o tempo irá inevitavelmente provocar.

i-A fé  e o sofrimento

A fé dá o alento e a esperança a quem sofre. “ O cristão sabe que o sofrimento não pode ser eliminado, mas pode adquirir um sentido : pode tornar-se um acto de amor, entrega nas mãos de  Deus que não nos abandona e, deste modo ser uma etapa de crescimento na fé e no amor “ E conclui dizendo : “ ao homem que sofre Deus não dá  um raciocínio que explique tudo , mas oferece a sua resposta sob a forma de uma presença que o acompanha, de uma história de bem que se une a cada história de sofrimento para nela abrir uma brecha de luz “

Jesus Cristo também sofreu na cruz mas ao ressuscitar abriu o caminho da esperança e deu sentido à nossa existência pois a vida não acaba, aqui, na Terra.

j-A Virgem Maria como símbolo e ícone da Fé

A encíclica termina com uma citação de São Lucas ( 1,45 ):  “  Feliz de ti que acreditaste “. Esta foi a expressão com que Santa Isabel se dirigiu à Virgem Maria quando aceitou sem hesitar o convite do Anjo para ser Mãe de Jesus.   A parte final é uma oração de invocação a Maria, Mãe da Igreja e mãe da nossa Fé.

 

Francisco José Santiago Martins

publicado por pontodemira às 11:27
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Os incêndios florestais (...

. Os grandes filósofos: Mar...

. Os Grandes filósofos: Ben...

. Os incêndios florestais

. O Euro- como moeda única ...

. O Papa Francisco peregrin...

. O terrorismo

. As baboseiras do Sr. Jero...

. Bandarra: profetismo mes...

. A Ordem Mundial

.arquivos

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds