Quinta-feira, 20 de Maio de 2010

BALANÇO DA VISITA DE BENTO XVI A PORTUGAL

 

A visita de Papa Bento XVI a Portugal constituiu um verdadeiro sucesso. Tanto em Lisboa como no Porto houve verdadeiros banhos de multidão a aplaudir o Papa. A juventude compareceu em massa e deu uma nota de alegria à festa. Bento XVI não desiludiu pois mostrou claramente que não é a pessoa fria e distante que muitos pensavam. Vimos o Papa sorrir, beijar crianças e até emocionar-se com os aplausos que lhe foram dispensados. Os portugueses foram uma vez mais hospitaleiros e receberam condignamente o sucessor de Pedro.

Os discursos e homilias que Bento XVI fez em Portugal vieram mais uma vez mostrar que estivemos diante de um grande pensador e filósofo. É um homem aberto ao diálogo com todos , crentes e não crentes. Caiu por terra a tese dos que o chamavam fundamentalista. O Papa também não é um reaccionário como alguns pensam. É preciso não esquecer que há um núcleo de valores fundamentais que não podem ser alterados sob pena de  descaracterizar o cristianismo. Há que distinguir entre o que é dogma e faz parte da profissão de fé ( credo ) e o que foi acrescentado pela Igreja ao longo dos séculos. Esta é a fronteira entre o  inalterável e o que pode ser aperfeiçoado e melhorado.

 

Nos discursos e encíclicas de Bento XVI existem algumas palavras -chave que ele utiliza com muita frequência : amor, verdade, razão e ética.

O amor cristão - amor a Deus e ao próximo - é um amor incondicional e desinteressado sem nada pedir em troca. Amor que se realiza nas mais diversas circunstâncias : carências materiais e no sofrimento físico e psíquico.

A verdade é o Logos, a palavra de Deus, Jesus Cristo feito homem. Jesus disse : “ Eu sou o caminho , a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim( Jo 14,6 )

A verdade que devemos procurar está pois em Jesus. É necessário combater o relativismo ou seja a posição daqueles que pensam que não há verdades absolutas ou valores universais.

A ética é outro princípio que deve pautar a vida do homem em sociedade. Na política na economia tem de haver respeito pelos direitos  e pela dignidade do ser humano. A ciência e a biologia têm de respeitar a vida e os limites que ela impõe. “ A área económica não é eticamente neutra nem de natureza desumana e anti-social “ ( Caritas in veritate ).

 

Dos discursos do Papa em Portugal ficaram-me na memória algumas frases que passo a analisar:

 

1-Inimigos da Igreja

No avião que o conduzia a Lisboa o Papa disse aos jornalistas que a maior perseguição à Igreja não vem dos inimigos que estão fora mas do pecado dentro da Igreja e por isso há necessidade de reaprender a penitência e de aceitar a purificação.

Na verdade sabemos que logo nos primeiros séculos do cristianismo surgiram as heresias que puseram em causa a ortodoxia da fé. Depois no século XVI apareceu o movimento reformista protestante que pôs em causa a autoridade do Papa. Nos nossos dias há também certos grupos de católicos que querem descaracterizar o cristianismo tornando-o mais fácil e moderno ( facilitismo )

 

2-Exortação à beleza

No Centro Cultural de Belém perante um vasto grupo de convidados o Papa disse: “ Fazei coisas belas, mas sobretudo tornai as vossas vidas lugares de beleza. “

É pela beleza de um quadro , de uma escultura, de um concerto,  de uma paisagem que nós ficamos extasiados e  somos transportados ao infinito e ao transcendente que é Deus. É pela beleza elevada ao infinito que nós chegamos muitas vezes a Deus. É aqui que começa tantas vezes a racionalidade da fé. Quando fazemos da nossa vida um lugar de beleza estamos sem dúvida a aproximar-nos de Deus.

 

3-Casamento entre homem e mulher e respeito pela vida.

 

Na Igreja da Santíssima Trindade e perante uma assistência constituída por organizações sociais, o Papa defendeu o casamento entre homem e mulher como o verdadeiro e autêntico casamento. Condenou também todas as situações que conduzem ao aborto e que não têm em conta o valor ético da vida.

Um cristão tem de ser compreensivo e tolerante mas a Igreja, como disse o senhor Cardeal Patriarca numa entrevista à revista Pública, não pode andar ao compasso da batuta da comunicação social.  O cristianismo é uma religião radical onde a entrada para Deus se faz pela porta estreita.

 

4-O cristão é um missionário de Cristo

Nos tempos que correm em que há falta de sacerdotes os cristãos devem colaborar com a Igreja na sua acção pastoral e por outro lado  dar testemunho da sua fé na família e no meio onde vivem. Só é cristão o que ouve a palavra de Deus e a põe em prática

 

Fazendo um balanço da visita de Bento XVI a Portugal podemos dizer que foi um êxito. Em  tempo de crise na Igreja o Papa voltou para o Vaticano mais revigorado com o apoio que recebeu . Os portugueses puderam perceber que Bento XVI não é o homem frio de que se falava mas uma pessoa acolhedora e que sabe sorrir.

 

FRANCISCO  MARTINS

 

 

publicado por pontodemira às 19:12
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Os incêndios florestais (...

. Os grandes filósofos: Mar...

. Os Grandes filósofos: Ben...

. Os incêndios florestais

. O Euro- como moeda única ...

. O Papa Francisco peregrin...

. O terrorismo

. As baboseiras do Sr. Jero...

. Bandarra: profetismo mes...

. A Ordem Mundial

.arquivos

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds