Terça-feira, 6 de Abril de 2010

PROVAÇÕES DA IGREJA EM TEMPO DE CRISE

1-As notícias que nos chegaram pela comunicação social não são nada boas para a Igreja Católica. Padres das mais diversas proveniências -  Estados Unidos, Irlanda, Alemanha Áustria, Holanda, Brasil - são acusados de pedofilia. Até parece que, intencionalmente, se juntou tudo para fazer explodir nesta altura em  que os cristãos celebram a festa da Páscoa e da Ressurreição de Jesus. Os casos são de tal gravidade que poderão produzir fortes abalos nas estruturas da Igreja.

Como católico lamento que tudo isto tenha sido escondido durante tanto tempo pelos responsáveis da Igreja. Compreendo que todos os casos suspeitos levam tempo a provar e que não se deve acusar ninguém sem fundamentos inequívocos para o fazer. Os boatos têm de ser confirmados pela audição de testemunhas e tudo isto não se faz de um dia para o outro. Não sei se a Igreja demorou tempo de mais a tomar decisões com medo de provocar escândalos. A verdade é que os casos de pedofilia têm de ser denunciados o mais rápido possível para evitar que os abusos se repitam e façam mais vítimas.

 

2-Todos estes casos envergonham a igreja e particularmente os sacerdotes que deviam ter um comportamento irrepreensível. Custa-me a compreender que alguns aceitem funções ministeriais sem terem vocação para tal nem forças para assumir as responsabilidades que lhes são inerentes. Mas partindo do pressuposto que um padre se engana ao tomar uma decisão que ultrapassa as suas forças e capacidades, a atitude mais certa e correcta seria pedir a dispensa das sua funções ao bispo. Ficaria a bem com a sua consciência e não prejudicaria a igreja.

 

Há quem queira relacionar a pedofilia com o celibato obrigatório dos sacerdotes.  A verdade é  que não tem nada a ver uma coisa com a outra. Os casos de pedofilia verificam-se também com pessoas casadas. Trata-se de uma perversão  patológica do foro psiquiátrico.

 

Para os católicos este é sem dúvida um momento de muita tensão e tristeza. Mas não há lugar para o desânimo. A Igreja não é feita apenas de Santos mas também de pecadores. O homem não é um ser perfeito e por isso erra e peca. O que é preciso é reconhecer e reparar os erros que pratica,emendar-se e reconciliar-se com Deus. Ao longo do séculos houve períodos negros que mancharam a Igreja . Convém não esquecer os ataques causados pelas heresias e ainda as atrocidades cometidas pelos Cruzados e pala Inquisição. A juntar a tudo isto apareceram ainda casos de nepotismo ( favorecimento familiar em cargos eclesiásticos ) ,  de simonia ( compra ou venda de bens espirituais) e de devassidão mesmo no topo  da hierarquia.

Para todos estes casos perversos houve sempre uma resposta exemplar apontando para o bom caminho. Na Idade Média e procurando reagir contra o mundanismo da Igreja apareceram as ordens monásticas com destaque para S. Bento de Núrsia.. Mais tarde já no século XIII surgem as ordens mendicantes com o seu ideal de pobreza e desprendimento do mundo. É neste grupo que vamos encontrar nomes conhecidos como São Francisco de Assis e São Domingos.  No séculos XV e XVI surgiu o movimento missionário com figuras de grande plana como Santo Inácio de Loyola que fundou a Companhia de Jesus e São Francisco de Xavier, o Apóstolo das Índias. Hoje não podemos esquecer os padres e leigos que, numa doação total, prestam relevantes serviços à Igreja na missionação, nos hospitais e em obras de solidariedade social.

 

4-Os casos de pedofilia que recentemente tiveram amplo desenvolvimento poderão certamente trazer alguns estragos ao prestígio da Igreja. Como católico fico triste com o que se está a passar. Apesar disso a minha fé não sofreu qualquer abalo porque o meu modelo e guia é Jesus Cristo e o Evangelho por Ele anunciado. De qualquer forma é necessário que a Igreja aprenda com os erros cometidos - corrigindo o que está mal e afastando sem subterfúgios ou encobrimentos os que cometem faltas graves ou crimes. É também urgente fazer reformas para que muitos cristãos se aproximem da Igreja e dos sacramentos, ou, participem , sem discriminação de sexos, em funções ministeriais. Se tal não acontecer irá certamente aumentar o número dos que se costumam designar por “ católicos não praticantes “

 

FRANCISCO MARTINS

 

 

 

publicado por pontodemira às 22:08
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Os incêndios florestais (...

. Os grandes filósofos: Mar...

. Os Grandes filósofos: Ben...

. Os incêndios florestais

. O Euro- como moeda única ...

. O Papa Francisco peregrin...

. O terrorismo

. As baboseiras do Sr. Jero...

. Bandarra: profetismo mes...

. A Ordem Mundial

.arquivos

. Outubro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds